Missionários

Projeto Índia | Informativo Fevereiro 2016

 

“Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria,  aprouve a Deus salvar os que creem pela loucura da pregação.”  (1 Coríntios 1.21 )

 

“Deus ordenou Sua Palavra como o instrumento pelo qual Jesus Cristo,  com todas as Suas graças, é dispensado a nós.” 

João Calvino


SOLO CHRISTUS


Queridos irmãos e parceiros
     
Saudações,
     
Encerramos o ano de 2015 repletos de grandes expectativas que pela graça de Deus foram confirmadas nestes primeiros meses de 2016. Ao raiar deste ano Deus tem nos concedido preciosas e excelentes oportunidades de avançar no propósito de que Cristo seja anunciado nessas terras distantes de nosso país. Essas ocasiões tomam de júbilo o nosso coração uma vez que celebrar a Cristo é o ponto central de tudo quanto nos é dado realizar.


Entendemos, queridos irmãos, que o que caracteriza a missão cristã neste mundo é a proclamação do Evangelho: Cristo cobrindo nossos velhos trapos de imundícia com suas vestes reais de justiça. Esta é a mensagem! É para Cristo e sua obra vicária que cada trecho das Escrituras Sagradas aponta. Lei, Salmos e Profetas bradam a Cristo. Ele é a “suma de toda a Bíblia, profetizado, tipificado, prefigurado, exibido, demonstrado, encontrado em cada página [...]” (Thomas Adams – 1583 - 1652). Cristo é o diamante no anel de ouro. Se não apontarmos acertadamente para Ele perdemos as Boas Novas, perdemos tudo. Este é o motivo pelo qual Paulo, no crepúsculo de sua vida, solenemente encomendou Timóteo à pregação do Evangelho asseverando: “Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina [...] faze o trabalho de um evangelista [...]” (2 Timóteo 4.1-2, 5b).


    Além disso, apreendemos pelas Escrituras que é por intermédio da proclamação do Evangelho que aprouve a Deus salvar aos que creem. João Calvino entendia que em cada sermão, ou prédica, existe a laboração de dois ministros. Um é o ministro externo que com sua voz apregoa a Palavra e é recebido pelos ouvidos. Outro é o ministro interno, o Espírito Santo, o qual de fato comunica o que é proclamado, a saber, Cristo. Os Reformadores entendiam que é por meio do Espírito agindo com a palavra (cum verbum) que nos são ministradas as graças salvadoras adquiridas por Cristo. Esta é a razão pela qual devemos ser fiéis às Escrituras aclamando ao Senhor Jesus Cristo a tempo e fora de tempo. Se pregarmos Cristo aos que nos rodeiam, pregaremos tudo a eles. Se, ao contrário, deixarmos de anunciar-lhes a Cristo, por mais bela e atraente que seja a nossa mensagem, não lhes pregaremos nada (“[...] porque sem mim nada podeis fazer” – João 15.5b). Portanto, Cristo e sua obra devem estar patentes em cada sermão, não importa qual seja a proposição. De fato, “a pregação é a carruagem que leva Cristo de um lado para o outro no mundo”, já dizia o também puritano Richard Sibbes (1577-1635).


     Os escritos do Novo Testamento, particularmente, acentuam a sublimidade ou excelência da mensagem evangélica e estabelece uma norma para toda a história da igreja. Ao contrário do que ocorria com os arautos helênicos da época, o texto inspirado propositalmente evidencia a superioridade da mensagem cristã, mesmo em relação ao mensageiro. O apóstolo Paulo afirmou: “porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor [...] temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós” (2 Coríntios 4.5a,7). E em outro lugar: “Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado” (1 Coríntios 2.2). Logo, não obstante a variedade de assuntos tratados em suas epístolas, Paulo jamais perdeu de vista a sublimidade e a essência da mensagem que lhe foi confiada, o que corresponde ao próprio Evangelho.   


    Portanto, queridos irmãos, esperamos com essa sucinta reflexão evidenciar a centralidade de Cristo e da proclamação do Evangelho ao tratarmos daquilo que o Senhor graciosamente nos concede realizar como igreja zelosa e que ama a Palavra da Verdade. Que possamos progredir com os nossos olhos fitos n’Aquele que é o Autor e Consumador da nossa fé.
     
    Ao final do derradeiro ano recebemos a visita de vários irmãos e amigos. Recebemos também o nosso filho mais velho, Moisés. Sua vinda amenizou a saudade e nos trouxe muita alegria. Juntos em nossa casa, adorando a Cristo, adentramos 2016. No Dia do Senhor, o primeiro do ano, fomos edificados com a presença do Rev. Solanki o qual esteve pregando a Palavra de Deus. Naquele mesmo culto, nosso filho Elias fez a sua pública profissão de fé. O Rev. Solanki nos contou que foi a primeira vez que ele conduziu a profissão de fé de alguém batizado na infância. Após a prédica, tivemos o privilégio de participar da primeira Ceia do ano. Foram momentos muito preciosos na presença do Senhor.


    Além dos cultos dominicais, no mês de Janeiro nos vimos envolvidos com o preparativos para o recebimento dos candidatos para o Instituto Bíblico situado na cidade de Bangalore. O material acadêmico em hindi foi organizado pelo Rev. Solanki enquanto preparávamos o local onde o instituto será instalado. Uma das boas notícias é que o curso por nós oferecido será reconhecido pelo seminário presbiteriano de Dehradun, norte da Índia. Este fornecerá os certificados de conclusão aos alunos que forem bem sucedidos.


    Nos dias 20 a 26 de Fevereiro, viajei para Bangalore acompanhado do irmão Jeff. Recebemos dezoito candidatos os quais vieram de diversas partes do estado de Maharashtra. Estiveram também presentes o Rev. Solanki e o irmão Vinod, ambos da Igreja Presbiteriana Reformada da Índia. Ficamos todos hospedados no mesmo local onde funcionará o Instituto. Naquela semana estivemos ministrando aulas de introdução ao curso que terá a duração de dois anos. Nosso objetivo é reconhecer aqueles que realmente desejam aprofundar seus conhecimentos teológicos e apoiar o trabalho de plantação de igrejas na região oeste da Índia, local onde estamos. Dentre outros assuntos, tive o privilégio de certifica-los a respeito da mensagem central do Evangelho e do que se trata a graça de Deus. No meu caso, as aulas foram ministradas em inglês com tradução simultânea para o hindi, língua que pretendo adquirir durante este ano. Na sexta-feira da mesma semana, fui convidado a palestrar para sessenta pastores em outro local ainda na cidade de Bangalore. Escolhi o tema “A Centralidade de Cristo na Pregação”, o que me havia sido concedido fazer. Fomos todos agraciados pela exposição da Palavra de Deus e pela comunhão fraterna com os irmãos ali presentes. Nosso próximo passo será organizar o início das aulas após a formatura do seminarista Sanjay. Conforme já informamos, ele estará trabalhando na implantação da igreja em Pune e também atuando no Instituto Bíblico conosco. Sua formatura será no próximo mês.


    Em suma, temos apoiado os estudos dos seminaristas Sanjay e Anil. Continuamos os cultos em Goa na expectativa de em breve recebermos o Rev. Solanki e sua família para nos apoiar. Prosseguiremos com os trabalhos em Pune por meio do Sanjay que se mudará para aquela cidade após sua formatura. Além disso, nos próximos dias pretendemos visitar Mumbai a fim de conhecer um ponto de pregação que está surgindo através do trabalho do evangelista Sunil. Não obstante o fato de estarmos cercados de imensos desafios, Deus tem nos concedido avançar, um passo de cada vez, para o seu louvor e glória.


    Pedimos que orem conosco pelo sustento do Sanjay após sua formatura. Ontem recebemos a alegre notícia de que sua esposa está esperando um herdeiro ou herdeira. Intercedam também conosco pelo Rev. Solanki e sua família. Estamos clamando a Deus que Ele os guie quanto à vinda para Goa. Orem pelo missionário Jeff e sua família que tem congregado conosco aos domingos. Intercedam pelo jovem Avneet. Este jovem tem se aproximado de nossas famílias através da amizade do Samuel. Ele pertence a uma família tradicionalmente hindu. No entanto, ele tem questionado suas crenças e de sua família nos deuses indianos. Essa realidade tem gerado conflitos entre eles. No final do ano ele participou do culto em nossa casa e até mesmo tentou cantar os hinos do hinário. Eu, Rossana e Samuel estamos estudando o hindi. Orem também por nós. Por fim, orem conosco pelo Instituto Bíblico que está se iniciando, pois também precisaremos de recursos para manter o mesmo.


    No mais, desejamos que alegrem-se conosco pelo privilégio de sermos agraciados com o conhecimento sublime do nosso bendito Deus e do Senhor Jesus Cristo. Rendam conosco graças a Ele por seu amor e misericórdia que por meio do seu Filho são comunicados a nós, rodeados de fraquezas que somos.
     
    Sinceramente em Cristo,
     
    Rev. Marco Antônio, Rossana, Moisés, Samuel e Elias

    Email: marco@reformed.me

    Tel. (Índia): 0021 +91 8454009771

 

 

foto13.jpg
foto13.jpg
foto12.jpg
foto12.jpg
foto11.jpg
foto11.jpg
foto10.jpg
foto10.jpg
foto09.jpg
foto09.jpg
foto08.jpg
foto08.jpg
foto07.jpg
foto07.jpg
foto06.jpg
foto06.jpg
foto05.jpg
foto05.jpg
foto04.jpg
foto04.jpg
foto03.jpg
foto03.jpg
foto02.jpg
foto02.jpg